Gigantes tecnológicas da China na mira do regime comunista

0
60

China convoca empresas de internet para discutir a regulamentação da economia online.

Especialistas ouvidos pelo jornal britânico The Guardian alertam que os planos recentes indicam que o regime comunista da China estava mudando de direção ao tomar medidas firmes contra as grandes empresas de tecnologia do país.

Anteriormente, estas companhias estavam relativamente “livres”, pois os comunistas as utilizam como evidência do sucesso empresarial chinês.

Nos últimos dias, centenas de milhões de dólares foram varridos das maiores empresas da internet chinesa, com investidores temendo os planos de Pequim para restringir o poder das companhias.

No total, mais de US$ 280 bilhões foram eliminados do valor de mercado das cinco maiores empresas de tecnologia da China desde a última segunda-feira (9).

A liquidação foi deflagrada após a Administração Estatal de Regulamentações de Mercado, principal órgão regulador da China, publicar planos projetados para limitar o domínio das grandes empresas da internet e “promover o desenvolvimento sustentável e saudável da economia online”.

Na semana passada, o regime chinês convocou 27 empresas de internet para discutir a regulamentação da economia online. Entre as convocadas estavam a Alibaba, Bytedance, Tencent, Pinduoduo, Baidu e JD.com.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO