Imprensa é cúmplice da violência da extrema esquerda, diz Trump Jr.

0
51
Counter-demonstrators carry a banner as supporters of U.S. President Donald Trump participate in a "Stop the Steal" protest after the 2020 U.S. presidential election was called for Democratic candidate Joe Biden, in Washington, U.S. November 14, 2020. REUTERS/Leah Millis

Filho de Trump diz que os veículos de imprensa “são cúmplices da violência” da extrema esquerda.

Milhares de manifestantes saíram às ruas de Washington D.C., no último sábado (14), em defesa do presidente norte-americano Donald Trump e em repúdio as supostas fraudes praticadas pelo Partido Democrata na eleição presidencial do dia 3 de novembro.

Muitos destes cidadãos presenciaram em primeira mão a ação de membros de grupos da extrema esquerda, como o Black Lives Matter Antifa.

Os vídeos da violência promovida pelos radicais de esquerda podem ser vistos nesta reportagem da RenovaMídia.

Em mensagem publicada no Twitter, neste domingo (15), Donald Trump Jr., filho do chefe da Casa Branca, criticou o silêncio dos principais veículos de imprensa dos Estados Unidos sobre estes atos de violência:

“Após quatro anos chamando-os de nazistas, o silêncio da mídia sobre a violência contra os apoiadores de Trump é ensurdecedor.”

Trump Jr. acrescentou:

“Eles são cúmplices da violência. Eles são os piores dos piores.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO