‘Lista negra’ do STF, TSE e da CPI atinge 50 conservadores. Veja

0
105
Allan dos Santos, Sara Winter e Oswaldo Eustáquio são alguns dos alvos do Judiciário e da CPI da Covid Arte: Pleno.News

Influenciadores, jornalistas e canais de direita são alvos de mandados e têm pagamentos suspensos

A Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19, que tramita no Senado Federal, lançou uma verdadeira ofensiva contra produtores de conteúdo que, segundo eles, promovem desinformação sobre a pandemia do coronavírus. Nesta semana, a cúpula da comissão aprovou pedidos de investigação e até quebra de sigilos fiscal e financeiro de diversos influenciadores.

Sob a alegação de propagação de fake news, a CPI se voltou contra dezenas de jornalistas, influenciadores e sites conservadores, tendo amparo do Judiciário brasileiro.

Também o Judiciário tem lançado mão da mesma estratégia de sufocamento da base aliada do governo Jair Bolsonaro. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sob presidência do ministro Luís Roberto Barroso, do STF, já conseguiu suspender o pagamento a canais conservadores que têm questionado a lisura e a segurança do processo eleitoral – pauta reivindicada pelo presidente, que defende o voto impresso e auditável.

O próprio STF, sob a figura do ministro Alexandre de Moraes, também tomou parte. Moraes, que é relator do inquérito das Fake News, tem se dedicado a expedir mandados de busca e apreensão contra apoiadores do presidente Jair Bolsonaro com a justificativa de que este grupo está ameaçando a democracia e promovendo o fechamento do Congresso Nacional e do STF. Nesta sexta (20), por exemplo, o deputado Otoni de Paula (PSC-RJ) e o cantor Sérgio Reis foram alvos de mandados cumpridos pela PF suspeitos de organizarem um ato violento marcado para 7 de setembro.

Veja a seguir a lista de perfis, influenciadores, páginas e canais de direita que se tornaram alvos da CPI e do Judiciário.

QUEBRAS DE SIGILO – CPI DA COVID
– Allan Lopes dos Santos – jornalista responsável pelo portal Terça Livre
– Bernardo Pires Kuster – jornalista e youtuber
– Brasil Paralelo Entretenimento e Educação S/A
– Canal Alemanha Comentada
– Canal Brasil de Olho
– Canal Movimento Conservador
– Canal Patriotas
– Everson Henrique de Oliveira (Everson Zoio) – youtuber
– Farsas do Covid-19 – perfil nas redes sociais
– Flávia Regina Viana – atriz, ex-bbb e influencer
– Flávio Gordon – jornalista e escritor
– Gustavo Gayer – youtuber
– Instituto Força Brasil
– José Pinheiro Tolentino – jornalista, responsável pelo Jornal da Cidade Online
– Leandro Ruschel – youtuber
– Movimento Avança Brasil – perfil nas redes sociais
– O Informante – perfil nas redes sociais
– Oswaldo Eustáquio Filho – jornalista
– Pamela Puertas Dias (Pam Puertas) – youtuber
– Paulo de Oliveira Eneas – editor do site Crítica Nacional
– Senso Incomum – site
– Tarsis de Souza Gomes – Renova Mídia
– Tratamento Precoce pvh – perfil nas redes sociais
– Verdade dos fatos – perfil nas redes sociais

SUSPENSÃO DO PAGAMENTO PELAS REDES SOCIAIS – TSE
– Adilson Nelson Dini – youtuber do canal Ravox Brasil
– Alberto Junior da Silva – youtuber do canal O Giro de Notícias
– Allan Lopes dos Santos – jornalista responsável pelo portal Terça Livre
– Bárbara Zambaldi Destefani – youtuber do canal Te atualizei
– Camila Abdo Leite do Amaral Calvo – youtuber do canal Divas da Opressão
– Emerson Teixeira de Andrade (O professor opressor) – youtuber
– Fernando Lisboa da Conceição – youtuber do Vlog do Lisboa
– Canal Folha Política
– Jornal da Cidade Online
– Marcelo Frazão de Almeida – engenheiro, influencer
– Nas Ruas – perfil nas redes sociais
– Oswaldo Eustáquio – jornalista
– Roberto Boni – youtuber do canal Universo
– Terça Livre – perfil nas redes sociais e canal no youtube de Allan Lopes dos Santos
– Vlog do Lisboa – canal e perfil de Fernando Lisboa da Conceição

ALVOS DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL
– Allan Lopes dos Santos – jornalista responsável pelo portal Terça Livre
– Bernardo Kuster – jornalista e youtuber
– Bruno Henrique Semczeszm – articulista do portal Brasil Livre
– Eduardo Fabris Portella – influencer
– Enzo Suzi Momenti – youtuber do canal Enzuh
– Marcelo Stachim – integrante da Frente Conservadora MT
– Marcos Antônio Pereira Gomes – youtuber do canal Zé Trovão a voz das estradas
– Marcos Dominguez Bellizia – integrante do movimento Nas Ruas
– Otavio Oscar Fakhoury – responsável pelo portal Crítica Nacional
– Rafael Moreno – produtor de conteúdo
– Reynaldo Bianchi Junior – humorista
– Sara Winter – ativista e influencer
– Wellington Macedo de Souza – organizador da Marcha da Família
– Winston Lima – coordenador do Bloco Movimento Brasil

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO

Deixe uma resposta