Dono da CNN já defendeu ‘tratamento antecipado’ para Covid-19

0
15

A saída do jornalista Alexandre Garcia da CNN Brasil segue repercutindo no cenário midiático brasileiro. Nas redes sociais, diversos internautas apontaram incoerência após a decisão da emissora.

Isso porque o empresário Rubens Menin, que detém o controle acionário do canal de TV, já defendeu que a infecção pela Covid-19 deve ser tratada de forma antecipada.

Conforme noticiado pelo Conexão Política, Garcia foi demitido após dizer que “os tais remédios sem eficácia comprovada salvaram milhares de vidas” no Brasil.

Em junho, contudo, ao responder uma publicação do filho, Menin afirmou que existem medicamentos que podem minimizar os efeitos da doença no organismo humano.

“Apesar de não existir cura, alguns tratamentos trazem resultados. Hospitais de renome têm protocolos que reduzem a mortalidade em relação à média nacional. Precisamos despolitizar a saúde”, escreveu, na ocasião.

“Mesmo para leigos como eu, parece bastante óbvio, quanto mais cedo começarmos um tratamento médico de qualquer doença, inclusive covid, melhores serão os resultados. Não entendo a lógica que alguns defendem, em retardar qualquer tratamento. Imagino que as chances serão menores”, acrescentou.

A família Menin é dona da CNN Brasil. Eles detinham 65% das ações até março deste ano, quando o jornalista Douglas Tavolaro deixou a presidência da emissora e repassou aos Menin o controle integral da empresa.

O post Dono da CNN já defendeu ‘tratamento antecipado’ para Covid-19 apareceu primeiro em Conexão Política.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO

Deixe uma resposta