Associated Press usará Chainlink para proteger dados em blockchain

0
2

Associated Press (AP), uma cooperativa de mais de 1,3 mil jornais, estações de rádio e emissoras de televisão, está se aprofundando no universo das notícias e publicações descentralizadas.

Nesta quinta-feira (21), anunciou uma parceria com o Chainlink Labs para fornecer notícias e dados protegidos pela tecnologia blockchain.

A partir do dia 2 de novembro, AP irá utilizar os contratos autônomos da Chainlink para automatizar ações que acontecem no blockchain, incluindo informações para mais de 15 mil canais que utilizam a plataforma da AP para obter resultados de eleições e jogos esportivos ou quando os relatórios financeiros trimestrais de uma empresa são divulgados.

Tudo será criptograficamente assinado para verificar dados sendo publicados pela AP.

On the launch, @AP’s director of blockchain & data licensing @DwayneDD said, “Our strength at AP is trusted, factual, accurate & timely information. Chainlink is the bridge AP will use to ensure our news & data can be consumed by blockchain applications.” https://t.co/SpvMZvIeg1

— Chainlink – Official Channel (@chainlink) October 21, 2021

“Contratos autônomos precisam de dados binários simples para decidir se condições são atendidas para que [esses contratos] se autoexecutem”, comentou Dwayne Desaulniers, diretor de licenciamento em blockchain e dados, em entrevista ao Decrypt.

“É bem mais fácil obter dados simples do que frases complicadas que dificultariam a interpretação e compreensão dos contratos autônomos.”

Desde 2020, a AP utiliza blockchain para publicar as chamadas “notícias à prova de alteração”, como a projeção da AP de que Joe Biden seria o próximo presidente dos Estados Unidos.

Em outubro de 2020, a AP firmou uma parceria com Everipedia, uma empresa blockchain responsável por uma enciclopédia descentralizada, para fornecer resultados verificáveis de eleições na era da desinformação.

The Associated Press makes history calling the winner of the US presidential election on the blockchain using the Everipedia OraQle. @JoeBiden is the first president to have his win recorded on the #EOS and #Ethereum blockchains. #AP #Everipedia #Chainlink https://t.co/kwU7wZTUu6 pic.twitter.com/6y5K7dKUll

— Everipedia (@Everipedia) November 7, 2020

“Qualquer coisa pode ser publicada no blockchain”, afirma Desaulniers, “mas acredito que isso faz uma enorme diferença quando desenvolvedores veem os dados vindos de uma fonte como a AP, que está no mercado há 175 anos”.

Lançada em junho de 2017, a Chainlink é uma rede de oráculos descentralizados desenvolvida na Ethereum e que fornece dados do mundo real para contratos autônomos (linhas de código que executam um conjunto de funções quando certas condições forem atendidas).

AP afirma ter escolhido a Chainlink porque torna interfaces de programação de aplicações (APIs) facilmente compatíveis, acessíveis e monetizáveis em qualquer blockchain.

“Tivemos uma experiência bem positiva com a Chainlink durante a última eleição”, relembrou Desaulniers. “Fez total sentido trabalhar com eles novamente porque eu acredito que são os melhores no que fazem.”

A mãe de todas as DAOs

Fundada em 1846, AP é uma cooperativa de notícias onde novos canais se juntam, compartilham fontes e, de forma coletiva, decidem o que publicar.

Desaulniers acredita que, por conta da estrutura de governança da AP, a cooperativa é a mãe das organizações autônomas descentralizadas (DAOs).

“Conforme analisamos como será o futuro das notícias, acredito que seria loucura não analisar uma DAO de perto pois, pessoalmente, [acredito que] seja de onde a AP realmente surgiu”, explicou.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização da Decrypt.co.

O post Associated Press usará Chainlink para proteger dados em blockchain apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO

Deixe uma resposta