Criptomoeda que quer competir com Ethereum teve alta de 13.000% em 2021

0
10

O preço do Fantom, concorrente direto do Ethereum, subiu 10% da noite para o dia. A alta está contrariando a tendência do mercado: as principais criptomoedas estagnaram, após uma semana de grande crescimento do mercado com a previsão de que seja aprovado o primeiro ETF com Bitcoin nos Estados Unidos.

O ETF ProShare Bitcoin Futures marca a primeira vez que uma criptomoeda terá sido aprovada pela Securities and Exchange Commission (SEC). O Bitcoin subiu 10% na semana que passou, chegando a US$ 60,804, porém, não cresceu de forma significativa no final de semana.

O Fantom continua a desbravar seu próprio caminho. A US$ 2,23, o Fantom (FTM) ainda está 22 centavos de dólar mais baixo que o seu pico histórico de US$ 2,45. Foi a única criptomoeda do top 50 a ter uma mudança de preço significativa neste domingo (17).

O Fantom foi lançado em 2018. É um blockchain (DAG) dirigido por um gráfico acíclico, parecido com a Hedera Hashgraph, que armazena o histórico do blockchain como um gráfico de hashes. O blockchain usa seu próprio mecanismo de consenso, Lachesis, que é uma variante do consenso energeticamente eficiente “proof of stake”. Essa tecnologia possibilita confirmações em um segundo e taxas de transação que custam frações de centavo aos usuários.

Fantom também possibilita os smart contracts. Desde que foram popularizados pelo Ethereum, os smart contracts se tornaram um esteio do DeFi (finanças descentralizadas), oferecendo uma grande variedade de produtos e serviços financeiros executados por linhas de código automatizadas em vez de um intermediário, como um banco ou serviço financeiro.

A rede Fantom explodiu em crescimento de valor neste ano. No começo de 2021, o ativo estava sendo vendido por um preço nominal de US$ 0,017. O preço do Fantom desde então saltou mais de 13.000% ao longo do ano.

A explosão de alta começou no final de setembro. Em meados de agosto, quando o Fantom valia US$ 0,4, a rede se integrou ao feed de preços do Chainlink, tornando possível abrigar de forma segura serviços de DeFi no Fantom. No início deste mês, o protocolo Yearn Finance foi integrado ao Fantom, lançando cofres no qual os usuários podem guardar Fantom e receber recompensas.

A rede experimentou um crescimento explosivo desde setembro passado. Os detentores do Fantom, sem dúvida, esperam encontrar nele o assassino do Ethereum.

*Traduzido e editado com autorização da Decrypt.co

O post Criptomoeda que quer competir com Ethereum teve alta de 13.000% em 2021 apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO

Deixe uma resposta