Cuba nega autorização para manifestações pacíficas

0
18

A ditadura de Cuba não permitiu a realização de manifestações pacíficas por mais liberdades civis.

Reunindo críticos ao regime, um grupo de Facebook chamado Archipiélago é responsável pelo planejamento do protesto.

Os atos estavam marcados para 20 de novembro.

Entre as reinvindicações, estão liberdades civis, o direito a se manifestar pacificamente e anistia para os presos políticos.

Nesta terça-feira (13), as autoridades do país alegaram que a iniciativa faz parte de esforços para derrubar a ditadura comunista.

Os organizadores e suas projeções públicas, assim como os vínculos de alguns com organizações subversivas ou agências financiadas pelo governo norte-americano, têm a intenção manifesta de promover uma mudança no sistema político de Cuba”, diz um trecho de uma carta oficial entregue aos opositores.

Leia no site da RENOVA Mídia » Cuba nega autorização para manifestações pacíficas

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO

Deixe uma resposta