Ethereum bate recorde de preço em meio à febre do mercado

0
2

Conhece o ditado “aonde o bitcoin vai, o ether vai atrás”?

Bom, se as febres das Finanças Descentralizadas (DeFi) e dos tokens não fungíveis (NFTs) fizeram você esquecer do ditado, é hora de relembrá-lo e olhar para o Ethereum novamente.

Poucas horas após o bitcoin ter atingido uma alta recorde de US$ 67.256, graças ao primeiro grande dia de negociações do primeiro ETF de futuros de bitcoin, o ether bateu seu próprio recorde, ultrapassando a marca de US$ 4.357.

O preço de ambas as criptomoedas está bastante correlacionado.

De acordo com o Cryptowatch, em uma escala de -1 a 1, em que -1 indica que o ativo se move exatamente em direções opostas e 1 indica que estão em sincronia, as duas principais criptomoedas possuem um coeficiente de correlação de 0,82 nos últimos 30 dias.

Ethereum e bitcoin correlacionados

A última vez em que não estavam correlacionados foi em novembro de 2017.

Desde então, é difícil não obter um coeficiente acima de 0,6 (a taxa anual é de 0,68). Isso ocorre apesar de o ether ter sua própria proposta de valor.

Correlação do bitcoin e do ether nos últimos 30 dias (Imagem: Cryptowatch)

Embora o bitcoin seja considerado como uma reserva de valor e acabou virando uma moeda corrente em El Salvador, o ether também tem seu destaque.

Desenvolvedores que, há anos, usam a rede de contratos autônomos pavimentaram o caminho para as DeFi, que permitem que as pessoas concedam e tomem empréstimos ou convertam ativos sem precisar de um intermediário financeiro, além dos NFTs, que são escrituras digitais de ativos exclusivos.

No entanto, ambos só decolaram bastante nos últimos 15 meses.

A chamada “febre das DeFi” marcou o despertar de protocolos pouco utilizados na Ethereum.

No fim de agosto de 2020, os US$ 5 bilhões de valor bloqueado nos protocolos DeFi agora parecem incomuns se comparados aos atuais US$ 100,8 bilhões (isso ocorre apesar de Solana, Binance Smart Chain e outras redes estarem na corrida para garantir sua participação de mercado).

NFTs, popularizados pela febre dos CryptoKitties em 2017, que fizeram com que a rede ficasse sobrecarregada, explodiram e se tornaram um fenômeno global este ano, conforme atletas, atores e artistas entraram para lucrar com esse mercado.

De acordo com NonFungible.com, site que rastreia as tendências de NFTs, esses mercados registraram US$ 1,8 bilhão de vendas no último mês.

Seria injusto dizer que o ether está se aproveitando da alta do bitcoin. No entanto, já que grande parte dos criptoativos estão tendo bons resultados nesta quinta-feira (21) (solana e terra subiram 13% e 20%, respectivamente), é justo dizer que a grande semana do bitcoin fez com que as pessoas se animassem com as demais criptomoedas.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização da Decrypt.co.

O post Ethereum bate recorde de preço em meio à febre do mercado apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO

Deixe uma resposta