Procurador-geral de SP diz que pais podem perder guarda por não vacinar filho

0
16

Na quarta-feira (19), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, determinou que os Ministérios Públicos (MP) adotem as “medidas necessárias” para fiscalizar pais que não estejam vacinando seus filhos contra a Covid-19.

Em entrevista à Rádio Eldorado na manhã desta quinta-feira (20), o procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mário Sarrubbo, disse que as punições, nestes casos, podem chegar até a perda da guarda temporária da criança.

Sarrubbo reforçou ainda que os promotores devem ser acionados pelos conselhos tutelares após avisos das escolas sobre eventuais casos de pais resistentes à vacinação.

“No nosso gabinete é consenso a obrigatoriedade de os pais vacinarem os filhos. Não só para a covid-19, mas todas as outras. Não temos nenhuma dúvida que a Constituição Federal pondera a liberdade de crença, religião, convicção dos pais, inclusive na criação de seus filhos. Porém, em contraponto com o bem jurídico da integridade física e saúde das crianças, que prepondera e indica de forma muito clara a obrigatoriedade de os pais de vacinarem seus filhos, especialmente agora” — pontuou. 

Ontem, Lewandowski oficiou os procuradores-gerais de Justiça dos 26 Estados e do Distrito Federal sobre o assunto. A determinação considerou previsões na Constituição e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) sobre os direitos das crianças e adolescentes – entre eles, a vacinação. 

O procurador de SP explicou que a postura inicial será, no primeiro momento, de diálogo entre o promotor e os responsáveis pelo menor, seguida de advertência por não imunizar a criança.

“A partir daí, prosseguindo com ações injustificadas, procedimentos específicos serão aplicados, que podem chegar a punições (mais severas), como advertências, multas e até perda temporária do poder familiar, o que não esperamos que aconteça” — ponderou.

O post Procurador-geral de SP diz que pais podem perder guarda por não vacinar filho apareceu primeiro em Portal BR7.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here