Bolsonaro diz que Forças Armadas não deixarão que “marginais em gabinetes com ar-condicionado” roubem a liberdade.

0
9

Nesta sexta-feira (13), o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que existem “marginais” em “gabinetes com ar-condicionado” que “começam roubando a nossa liberdade de expressão”. A declaração ocorreu durante discurso do chefe do Executivo em uma formatura na Academia de Polícia Militar do Barro Branco (SP).

“Nós pessoas de bem, civis e militares, precisamos de todos para garantir a nossa liberdade, porque os marginais do passado hoje usam de outras armas, também em gabinetes com ar condicionado, visando roubar nossa liberdade” — disse o chefe do executivo.

“Nós, pessoas de bem, civis e militares, precisamos de todos para garantir a nossa liberdade. Porque os marginais do passado hoje usam de outras armas, também em gabinetes, com ar-condicionado, visando roubar a nossa liberdade. E começam roubando a nossa liberdade de expressão, começam fustigando as pessoas de bem, fazendo com que elas desistam do seu propósito. Nós, Forças Armadas, nós, forças auxiliares, não deixaremos que isso aconteça. Nós defendemos a nossa Constituição, a nossa democracia e a nossa liberdade. Esse exército de pessoas de bem, civis e militares, deve se unir para evitar que roubem a nossa liberdade” — completou o chefe do executivo.

O presidente não esclareceu quem seria esses marginais. No entanto, a declaração do mandatário ocorre em um dos momentos mais tensos entre o Planalto e o Judiciário, com a questão central sendo o processo de auditagem das eleições deste ano e as ações que andam sento tomadas pelo TSE e STF contra os bolsonaristas, como o deputado federal Daniel Silveira, o qual chegou a ser preso por criticar a Suprema Corte.

O post Bolsonaro diz que Forças Armadas não deixarão que “marginais em gabinetes com ar-condicionado” roubem a liberdade. apareceu primeiro em Portal BR7.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here