O presidente Joe Biden anunciou que os EUA aumentarão suas forças militares em toda a Europa com mais destacamentos terrestres, marítimos e aéreos, ao se reunir com líderes da Otan para uma cúpula de dois dias em resposta à invasão da Ucrânia pela Rússia.

Chegando à reunião em Madri, o presidente dos EUA anunciou o estacionamento de uma brigada de 3.000 soldados de combate na Romênia, dois esquadrões de caças F-35 no Reino Unido e dois destróieres da Marinha na Espanha.

“Os EUA e seus aliados vão intensificar. Estamos intensificando. Estamos provando que a Otan é mais necessária agora do que nunca”, disse Biden em um breve comunicado que leu antes do início da primeira reunião de cúpula.

Espera-se que o anúncio de Biden seja seguido por mais compromissos dos membros da Otan com o fortalecimento das forças no flanco leste da aliança, que estava sendo discutido pelos líderes da Otan na manhã desta quarta-feira (29).

A reunião da manhã ouviu um discurso do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, no qual ele pediu aos membros da Otan que forneçam armamento mais avançado, particularmente artilharia, para ajudar “a Ucrânia a acabar com esta guerra vencendo no campo de batalha agora”.

Ele também alertou que Kiev precisava de apoio financeiro para lidar com os custos da luta contra a Rússia . “Precisamos de cerca de US$ 5 bilhões por mês”, disse Zelenskiy, argumentando que seu país estava lutando contra um país identificado como a ameaça mais séria da Otan. “Estamos impedindo a Rússia de nos destruir e de destruir você”, disse ele.

A Grã-Bretanha confirmou que aumentaria seu compromisso com um grupo de batalha da Otan na Estônia de 1.700 em cerca de 1.000, embora as forças extras sejam baseadas no Reino Unido, destinadas a serem enviadas ao país em curto prazo, se necessário.

No total, oito grupos de batalha da linha de frente da Otan que se estendem da Estônia à Bulgária, uma vez projetados para atuar como uma pequena força de defesa inicial, devem aumentar em tamanho para um nível de brigada de 3.000 a 5.000 soldados.

Diferentes membros da Otan contribuirão para cada um como parte de uma mudança radical na postura militar da aliança. A Alemanha já disse que aumentará seu compromisso existente com a Lituânia para o tamanho de uma brigada.

O presidente dos EUA também disse que o quinto corpo do Exército dos EUA estabelecerá uma base permanente na Polônia, tropas extras serão enviadas aos países bálticos e sistemas de defesa aérea adicionais serão estacionados na Alemanha e na Itália.

O post EUA aumentarão forças militares em toda a Europa, anuncia Biden apareceu primeiro em Gazeta Brasil – O que está acontecendo no Brasil e no Mundo agora..

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Generated by Feedzy