O YouTube suspendeu por sete dias o canal da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) por causa da divulgação de “informações médicas incorretas”. A medida não tira o canal do ar, no entanto impede que a casa legislativa compartilhe vídeos ou faça transmissões ao vivo.

Segundo a Alesp, a notificação afirma que o vídeo exibido na última segunda-feira (27), durante uma atividade organizada pelo parlamentar Douglas Garcia (Republicanos), viola as diretrizes da comunidade. Por meio de nota, a Assembleia Legislativa disse que já solicitou ao YouTube a reconsideração da medida.

Douglas Garcia classificou a decisão do YouTube como censura: “É lamentável que o YouTube censure o canal da maior Assembleia Legislativa da América Latina. Não é a primeira vez que isso acontece. Até audiências públicas, cuja natureza é dar voz ao povo para que fale livremente diante dos parlamentares, já sofreram censuras por parte do YouTube”. E exatamente por isso eu já tinha protocolado requerimento que está na pauta da Comissão dos Direitos do Consumidor, na próxima quinta-feira, para que um representante do YouTube venha explicar esses atos de censura”.

O post YouTube alega ‘informações médicas incorretas’ e suspende canal da Alesp apareceu primeiro em Gazeta Brasil – O que está acontecendo no Brasil e no Mundo agora..

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Generated by Feedzy